Você já arrumou sua gaveta hoje?

Estive pensando o quanto a gente acumula coisas. O quanto guardamos papeizinhos, lembrancinhas, rabisquinhos e tantos outros “inhos” que vão se acumulando. Tudo vai juntando, juntando e enchendo as nossas gavetas.

A vida cotidiana nos exige guardar muita coisa mesmo. Precisamos receber as contas, paga-las, guarda-las. Aí chega a vez do IR e a gente precisa remexer em tudo, juntar declaração, recibos, notas, e por aí segue. Eita que chega a bater aquela canseira quando lembro disso tudo kkkkkkk.

Mas vamos lá que o foco aqui é outro. Estou mesmo é falando do mexer nas coisas guardadas. Aquelas que passaram por nossa vida, tiveram sua importância e seu devido uso, mas o seu tempo passou, acabou e ela insiste (a coisa) e continua ocupando espaço dentro da nossa gaveta (se eu tivesse um emoji aqui com certeza seria o da carinha com os olhinhos pra cima kkkk).

Vixe que já deu! Já deu, meu Deus! Chegou a hora de encarar esta arrumação e tirar todos os pedacinhos que estão ali, guardados e entulhados junto a tantos outros que já não me servem mais. CORAGEM, você consegue! O primeiro passo é mesmo abrir a gaveta e tirar tudo de dentro. Olhar pedaço por pedaço daqueles cacarecos que um dia tiveram sentido na nossa vida e deixar que eles sigam o fluxo da normalidade. E, diga-se de passagem, que este fluxo não é dentro daquela gaveta não. Não mesmo (emoji de palminhas, muitas palminhas).

A coragem e a decisão do desfazer-se de tudo o que estamos apegados e que não nos serve mais é importante para ajudarmos na renovação da energia do lugar, e, também, e principalmente, da nossa energia. Já se deu conta do quanto prendemos quando guardamos “papeizinhos” dentro daquela gaveta? Já se percebeu o quanto de lugar eles tomam em nossas vidas? E do quanto esse espaço é faltante para o novo que pode e deve chegar se abrirmos um local para ele? Para que o novo possa chegar?

Fala sério! Vale MUITO a pena REAVALIAR tudo o que estamos guardando e ACUMULANDO. Vale muito parar um tempinho para jogar fora coisas que já tiveram sua importância, sua serventia, mas que já não nos servem mais. Vale muito a pena!

Minha sugestão é: monte seu ritual, entre na sintonia e na conexão de rearrumar a sua gaveta. Permita-se sentir o prazer e o alívio desta liberdade que o desapego as coisinhas que guardamos nela nos traz. Permita-se viver novas possibilidades que os espaços vazios nos abrem.

Permita-se viver novas histórias! Permita-se!

E que tal, vamos mesmo arrumar as nossas gavetas? Vamos?!

Deixe uma resposta