Vice-prefeita Isabella de Roldão de olho em parcerias com países que têm consulado no Recife

A vice-prefeita, Isabella de Roldão (PDT), começou uma política de aproximação com os representantes dos consulados que têm sede no Recife com a finalidade de desenvolver novos projetos e trocar expertises

Publicado pelo Jornal do Commercio – por Angela Fernanda Belfort

Em tempos de crise, a Prefeitura do Recife está se aproximando dos países que têm representações na capital pernambucana para desenvolver ações conjuntas que poderão resultar em intercâmbios, “troca de expertises” e até na atração de novos empreendimentos. A tarefa ficou a cargo da vice-prefeita do Recife, Isabella de Roldão (PDT), que está à frente da coordenação estratégica das Relações Internacionais da atual gestão.

“Estamos escutando o que eles têm de projetos na área de sustentabilidade, economia criativa, turismo, comércio e tecnologia, dentre outros. A nossa intenção é desenvolver parcerias que sejam boas para ambos os lados”, comenta Isabella

ROTA

Recife tem nove consulados gerais e 34 honorários, sendo considerada a capital da diplomacia consular do Norte-Nordeste. A vice-prefeita já se encontrou com os cônsules da China e da Argentina na semana passada. Ontem, foi a vez dos representantes da França. Uma das intenções da futura parceria com os franceses, por exemplo, é estabelecer diretrizes que permitam captar recursos junto à Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) para executar projetos nas áreas de transformação urbana sustentável e economia criativa, segundo as redes sociais da vice-prefeita.

Ainda com as instituições francesas, a PCR espera desenvolver um projeto de sustentabilidade do Parque Capibaribe parecido com o espaço do baobá, que transformou uma área próxima ao rio em um espaço de lazer. “Recife e Nantes, na França, têm muitas semelhanças geográficas e culturais. Ambas são entrecortadas por rios, expandiram-se em torno de estruturas portuárias e recuperaram suas áreas antigas com polos inovadores de tecnologia. Vamos unir vocações para crescermos juntas”, diz Isabella de Roldão.

A parceria com a cidade Nantes pode incluir iniciativas na área de tecnologia com o Porto Digital para projetos específicos, de acordo com a vice-prefeita. Todos os projetos citados estão no campo da articulação, segundo Isabella. Depois de se reunir com oito cônsules que atuam no Recife, a vice-prefeita vai realizar, no dia 18 de março, um encontro hibrido (com participações presenciais e online) para reunir o corpo consular que atua na capital pernambucana e tratar de pautas comuns. Em seguida, estão previstos encontros com cônsules honorários. ” A nossa intenção estreitar os laços”, comenta Isabella.

“Recife tem interesse em fazer parte do Cinturão e Rota da China”, explica Isabella, que se encontrou com a Cônsul Geral da República Popular da China no Recife, Yan Yuqing, e o Cônsul Comercial Shao Weitong, numa conversa virtual em torno desse projeto que passa por quatro continentes e tem sua inspiração na antiga Rota da Seda. A iniciativa é uma cooperação internacional ampla em termos comerciais, financeiros, tecnológicos, políticos e culturais para o desenvolvimento de grandes projetos de infraestrutura, com a meta de atingir padrões de crescimento. Os chineses têm investimentos em diversas áreas no Brasil, indo desde energia à agricultura.

” Fortalecer a relação sino-recifense representa uma importante oportunidade de obter financiamentos para estimular a nossa economia. Também pode implicar no fortalecimento das nossas empresas, uma vez que a China já é a principal parceira comercial do Brasil, destino de mais de 30% de nossas exportações”, a Vice-Prefeita. Também foram discutidos projetos relacionados à economia verde e sustentabilidade, como a implantação de iniciativas de descarbonização/emissão zero de carbono e a despoluição e navegabilidade do Rio Capibaribe. A cônsul Yan Yuqing também se dispôs a unir esforços para mobilizar uma empresa chinesa que já; atua no País para apoiar a Orquestra Sinfônica do Recife.

ARGENTINA

Na visita ao Consulado da República Federal Argentina, o Cônsul Alejandro Funes Lastra expressou o interesse em colaborar com projetos sociais e esportivos na Escola Municipal General San Martin, no bairro recifense de mesmo nome. O militar argentino é considerado um herói nacional por liderar movimentos pela independência na América sob dominação espanhola. “A ideia é envolver a fundação mantida pelo ex-jogador de futebol argentino Dario Sivinski, que hoje mora em João Pessoa e já tem expertise nesse tipo de iniciativa”, conta Alejandro Funes.

“Esta aproximação com a prefeitura é positiva porque podem surgir novos projetos entre as instituições dos dois países. Na reunião do dia 18, vamos falar também de turismo. Quando voltarem os turistas argentinos, é interessante que eles aproveitem outras atrações culturais no Recife, como a Oficina Brennand, o Instituto Ricardo Brennand, entre outros. Vamos trabalhar juntos para isso”, argumenta. Em 2019, cerca de 130 mil argentinos visitaram Pernambuco, ficando principalmente em Porto de Galinhas. Os Hermanos argentinos devem voltar ao Litoral Sul com o fim da pandemia.

https://jc.ne10.uol.com.br/economia/2021/03/12036384-isabella-de-roldao-de-olho-em-parcerias-com-paises-que-tem-consulado-no-recife.html

Deixe uma resposta