Isabella de Roldão pede uma cidade segura para mulheres

Os constantes casos de violência contra a mulher praticados no Recife foram alvo do pronunciamento da vereadora Isabella de Roldão (PDT), durante a reunião ordinária na manhã desta segunda-feira, 12, na Câmara do Recife. Ela lamentou a notícia de mais um estupro na Zona Norte e de um espancamento, seguido de assalto no bairro do Derby. “Eu falo também em nome das mulheres que não são vistas. Das mulheres que são vítimas e moram na periferia. Aquelas que sofrem abusos dentro dos ônibus e pelas que são vítimas, tendo por agressores as pessoas que mais confiava. Precisamos construir uma cidade segura”, afirmou.

A parlamentar  explicou em seguida que “uma cidade segura para mulheres, é uma cidade segura para todas as pessoas, de todas as idades”. Disse também que para conter a violência não basta apenas o aumento do efetivo policial, mas se precisa de um conjunto de fatores. “É importante discutir gênero nas escolas. Mostrar às crianças que todos merecem respeito, homens e mulheres. Isto deve ser abordado em sala de aula com as crianças e com as famílias”.

Ela conclamou a Casa a se unir  pela retirada das propagandas nos vidros traseiros dos ônibus. “Aquele adesivo no vidro nos isola ainda mais. É referendado pelos movimentos de mulheres a  retirada dos adesivos para que se possa visualizar de fora, o que ocorre dentro dos coletivos”.

Casos de violência – Isabella de Roldão  lembrou o caso de estupro de uma mulher de 32 anos, na semana passada, na Zona Norte do Recife. Segundo as notícias veiculadas na imprensa, ela teria sido abordada por um homem na Rua Amélia, na saída de um estabelecimento comercial,  e conduzida no próprio carro para um matagal na BR 101, em Jaboatão dos Guararapes, onde o ato teria sido consumado.

A vereadora relatou um outro tipo de violência contra a mulher, ocorrido na área central do Recife, no bairro do Derby. “Uma moça passou por um grupo de rapazes, eles tiraram gracejos. Ela ignorou, mas um deles lhe deu um soco no rosto e quando ela  caiu no chão, ele esvaziou a sua bolsa  e pegou o celular e o dinheiro”. A vereadora conta que tomou conhecimento deste  fato através das redes sociais,”porque a moça  teve coragem de se levantar, ir à delegacia e postar a foto do seu rosto machucado”.

Deixe uma resposta