Executivo municipal

SECRETÁRIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO

ISABELLA DE ROLDÃO

PREFEITURA DO RECIFE   |  2019 – 2020 

Isabella de Roldão (PDT) fez um balanço positivo das ações desenvolvidas na Secretaria de Habitação do Recife que assumiu no início do de 2019, na gestão do prefeito Geraldo Julio (PSB).  Seguindo uma orientação do seu partido, Isabella se desincompatibilizou do serviço público, em abril deste ano, para se dedicar às eleições municipais deste ano.

À frente da pasta, Isabella de Roldão, desenvolveu projetos importantes que ultrapassaram os limites da construção de moradias. A gestora implantou o conceito de “habitabilidade” nas ações desenvolvidas pela pasta. “Foi um ano de grandes mudanças e desafios na área da habitação e pudemos desenvolver atividades para proporcionar condições dignas e de qualidade de vida para dos recifenses”, disse.

A Secretaria de Habitação desenvolveu três projetos dentro Programa Chegando Junto, da Prefeitura do Recife, entre eles: o Parceria na Sua Casa que contemplou, inicialmente, 50 moradias e que visa realizar pequenas reformas de até R$ 5 mil feitas pelo próprio morador. Entre as benfeitorias estão reparos nos telhados, banheiro, cozinha, reboco e piso das casas.  A ação teve por objetivo reduzir o déficit qualitativo habitacional do município do Recife ao ofertar os serviços de reforma, ampliação e melhorias de unidades habitacionais. “O projeto reforça o compromisso da gestão em ampliar as políticas públicas voltadas à habitação, já que o Governo Federal não tem destinado verbas para a construção de novos conjuntos habitacionais através do Minha Casa Minha Vida”, destacou Isabella de Roldão.

O pertencer Espaço de Convivência cria em espaços de convivência onde as crianças são acolhidas por mães da própria comunidade engajadas no curso profissionalizante de Brinquedista na modalidade da Educação de Jovens e Adultos (EJA). “O Pertencer tem como principal foco o desenvolvimento infantil, estímulo ao pertencimento e reconhecimento da comunidade local e seu entorno. As crianças de seis meses a seis anos são orientadas a brincar com qualidade através de recursos como brinquedos e jogos lúdicos para o melhor desenvolvimento da primeira infância”, explicou a secretária de Habitação.

Isabella ainda reforça que não se pode trabalhar a primeira infância sem fazer um recorte e debater a discussão de gênero. O Pertencer fomenta a esperança e a cidadania junto às mulheres beneficiárias do projeto, que passa a promover empoderamento e ajuda a mudar suas realidades, bem como de suas crianças e das comunidades nas quais estão inseridas através de ações voltadas para a profissionalização e geração de renda. “A acolhida permite que as mães voltem a ter chances de disputar uma vaga de trabalho no mercado formal e concede a elas uma segunda chance de reinterpretar seus próprios destinos. Ao oferecer este espaço, estimulamos que essas mulheres voltem a estudar, se qualifiquem, abracem uma nova profissão e se apropriem de suas escolhas”, enfatizou a secretária.

O Pertencer – Espaço de Convivência visa criar áreas de convivência em habitacionais da Prefeitura do Recife e nas Zonas Especiais de Interesse Social (ZEIS), onde as crianças são acolhidas por mães da própria comunidade engajadas no curso profissionalizante de Brinquedista. Além disso, o projeto tem como principal foco o desenvolvimento infantil, estímulo ao pertencimento e reconhecimento da comunidade local e seu entorno. As crianças de seis meses a seis anos são orientadas a brincar.

Atualmente, o projeto funciona em três habitacionais do Recife, o Padre Miguel, o Travessa do Gusmão, e Abençoada por Deus localizados no bairro de Afogados, São José é Iputinga respectivamente, e na comunidade de Caranguejo Tabaiares, na Ilha do Retiro. Hoje, cerca de 300 crianças são contempladas e 50 mães-colaboradoras participam do programa.  É válido ressaltar, que o Pertencer foi selecionado como finalista, entre 500 iniciativas em todo o Brasil, para o prêmio iLab Primeira Infância, programa do Núcleo Ciência Pela Infância (INCPI).

Outra importante intervenção da SEHAB consiste em promover a regularização fundiária dos conjuntos habitacionais, tendo sido realizadas todas as etapas, até a abertura de mais de 500 matrículas individualizadas, perante o Registro de Imóveis da Capital, garantindo o direito social à moradia para as famílias beneficiadas, com reflexos diretos de sua inclusão na sociedade. Agora essas famílias podem dizer que esses imóveis, efetivamente, pertencem a elas.

Principais Projetos

Faça parte do nosso time!

Insira seu número de WhatsApp e fique por dentro da agenda de Isabella de Roldão

Por GTall | © 2020 Isabella de Roldão