Câmara recebe representantes de aprovados em concursos da prefeitura

A Câmara do Recife recebeu nesta segunda-feira (26), representantes de comissões de aprovados em dois concursos realizados pela prefeitura
A Câmara do Recife recebeu nesta segunda-feira (26), representantes de comissões de aprovados em dois concursos realizados pela prefeitura: o da guarda municipal, realizado em 2014, e o de professores, realizado em 2011. Ambos os grupos pedem por posicionamentos claros da prefeitura quando às nomeações.

Os aprovados para a guarda municipal foram atendidos pelo vereador Almir Fernando (PCdoB), presidente da Comissão de Segurança Pública da Câmara. “A comissão pode ajudar intermediando esse trabalho com a própria prefeitura. A gente vai buscar esse diálogo para ver se, apesar de toda essa crise, a prefeitura consegue cumprir o cronograma e chamar os concursados. É um pessoal que estudou, se esforçou e tem a vontade de trabalhar na segurança do nosso município”, afirmou o parlamentar.

O representante da comissão dos aprovados no concurso da guarda, Diógenes Malaquias, disse que o grupo se interessa principalmente no estabelecimento de um calendário de nomeações. “Nós viemos pedir um prazo. Estamos passando por problemas sérios, muitas pessoas pediram demissão do emprego porque, para fazer o curso de formação, você não pode ter vínculo com empresa privada ou com o Estado. A gente também gastou bastante com os exames necessários e eles têm um prazo de validade. Viemos pedir um calendário que dê segurança para a gente e para possamos nos organizar”, explicou.

O grupo de professores aprovados estiveram na Câmara desde a manhã desta segunda-feira, quando aconteceu uma audiência pública sobre a necessidade de contratações para a rede de ensino municipal. Eles foram atendidos por uma comissão especial de vereadores formada para tratar da questão. “Hoje foi apresentado de forma sucinta que havia atualmente 137 cadeiras vagas. Contudo, conforme o acompanhamento que a gente fez de maio até o momento o quantitativo estaria em 287. A gente bate na tecla do Diário Oficial, que é um instrumento legítimo para o cidadão averiguar. A comparação nunca bate e o tempo está se esgotando, em fevereiro o concurso vence. A gente pede que seja feito um levantamento, que se diga uma data e quantos vão ser nomeados”, pleiteou Cherlaine Rocha, representante da comissão de aprovados no concurso para professores.

Entre os presentes na reunião com a comissão especial da Câmara para o concurso de 2011, estavam os vereadores André Régis (PSDB), Carlos Gueiros (PTB), Eurico Freire (PV), Henrique Leite (PT) e Isabella de Roldão (PDT). “O legislativo está tentando fazer a intermediação entre os interessados, que são aqueles que lograram êxito no concurso para professores, e a prefeitura. Eles vieram aqui reclamando que tem quase quatro anos do concurso realizado e que a prefeitura tem contratado professores, mas não tem chamado os que passaram no concurso. Da parte dos concursados, eles estão vendo o concurso deles se exaurir e querem saber do executivo sobre os contratados. Por outro lado, a gente verifica os limites financeiros da prefeitura. Estamos tentando ver se a gente encontra uma explicação plausível ou se a prefeitura muda os planos dela”, resumiu Carlos Gueiros.

Deixe uma resposta